28 de fev de 2009

Alaska Airlines inicia operação de voos com internet wi-fi





A companhia aérea Alaska Airlines começou, na última quinta-feira (26/fev) a oferecer internet wi-fi durante os voos. O serviço, que é gratuito, ainda está em fase de testes e por enquanto se restringe às aeronaves Boeing 737-700.
Segundo a companhia, o período de testes deve durar 60 dias. A experiência está sendo feita nas viagens entre Seattle, em Washington, e São José, na Califórnia. Após essa fase, o serviço será expandido para todos os voos nacionais.

A companhia aérea explica que a tecnologia estava sendo desenvolvida há dois anos em parceria com a empresa Row 44.

Outras companhias aéreas, como a Lufthansa e a Air France, já oferecem um serviço parecido. A United Airlines anunciou que vai começar a fazê-lo a partir do segundo semestre deste ano, mas os passageiros precisarão desembolsar uma taxa de aproximadamente US$ 12,95.

Fonte: WNews

27 de fev de 2009

Thundestruck

RASANTE NA FACA com Black Eagle e Low Pass Corisco turbo



Learjet APP Rio rwy 02




ANAC propõe que pilotos das Forças Armadas operem aeronaves civis



A ANAC está propondo uma alteração no RBHA 121, que rege as regras para operação de empresa de transporte aéreo público regular (TAM, GOL, etc). De acordo com a minuta da alteração, a nova proposta autoriza pilotos das Forças Armadas a operarem aeronaves civis como pilotos, desde que façam o programa de treinamento e sejam autorizados pela empresa e pelo comandante.A proposta tem gerado discussões entre os profissionais do setor, principalmente pelo fato dos militares virem a ocupar vagas, até então ocupadas (ou a serem ocupadas) por civis. Uma das questões mais levantadas pelos leitores do portal Piloto Comercial, diz respeito ao custo da formação dos militares, que é financiado exclusivamente pelo Governo, enquanto os civis precisam investir altas quantias, as vezes até se desfazendo de bens, para terem as suas certificações em mãos.

Anac suspende alteração que previa treinamento de militares em aeronaves civis






Anac suspende alteração que previa treinamento de militares em aeronaves civis
No dia 19/fev, último, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), o aviso de suspensão da audiência pública que previa autorizar o treinamento de militares na posição de co-pilotos. Tal notícia gerou grande repercussão entre os segmentos do setor. O aviso pode ser lido na íntegra no link abaixo:


aviso de suspenção

Avanços na aviação evitam tragédias, dizem especialistas




O alto número de sobreviventes em recentes acidentes aéreos - um avião turco que caiu na Holanda nesta quarta-feira e a recente aterrissagem de um jato no rio Hudson, em Nova York - são uma prova de que o grau de segurança de aviões modernos aumentou muito, afirmam especialistas. As informações são da CNN.



O Boeing, originário de Istambul, caiu quando tentava aterrissar no aeroporto Schiphol em Amsterdã. Fotos do acidente mostraram que o avião quebrou em três pedaços. Segundo informações divulgadas pela emissora, a maioria dos feridos estava sentada na parte traseira do avião - a que mais sofreu danos. No entanto, segundo testemunhas, alguns passageiros simplesmente saíram do avião por meio de fissuras na fuselagem.


Segundo Kieran Daly, do serviço de Inteligência de Transporte Aéreo, a partir desses episódios pode-se concluir que atualmente é possível sobreviver a muitos acidentes aéreos. Daly afirmou que, em muitas quedas anteriores, as mortes eram causadas pelo fogo. Na década de 80, novas leis foram criadas, especialmente nos Estados Unidos, onde notou-se grandes avanços nos materiais utilizados para construir aviões, fazendo com que as aeronaves não queimem tão facilmente.


Segundo o especialista, as fotos do acidente em Amsterdã indicaram ausência de incêndio. Ele disse que, apesar da gravidade do impacto, o alto número de sobrevivência poderia se dever à falta de incêndio. Daly explicou que apesar dos acidentes nos Estados Unidos e Holanda terem muito pouco em comum, o baixo número de vítimas em ambos acidentes foi uma prova dos avanços técnicos na indústria da aviação.


"É uma homenagem a Boeing e a Airbus que seus aviões estejam tão seguros. A maioria dos acidentes é causado por motivos únicos, como batidas contra pássaros, que simplesmente não pode evitar", afirmou Daly à CNN. Ele disse também que a indústria da aviação turca tem um currículo em questões de segurança.


Outro especialista, Philip Butterworth-Hayes, afirmou que a segurança do Boeing 737, juntamente com as cinco pistas do Aeroporto Schiphol e seus sistemas de segurança avançados, teriam ajudado o piloto que tentou pousar o avião.


"O 737 é uma aeronave extremamente robusta", disse Butterworth-Hayes, diretor de Gestão do Tráfego Aéreo. Ele explicou também que tanto o acidente de Nova York como o de Amsterdã envolveram grandes impactos, mas as "fuselagens não ficaram espalhadas ".


Em um de seus programa, a CNN afirmou que em aviões mais antigos, os bancos teriam quebrado. Neste caso, entretanto, os passageiros teriam sido salvos pelos bancos e cintos de segurança.

Cronologia dos acidentes aéreos desta década na Europa

Acidente de avião em Amsterdã deixa nove mortos



25 julho 2000: um avião Concorde da companhia Air France com destino a Nova York cai nas proximidades do aeroporto de Roissy, em Paris. Todos os seus 114 ocupantes morrem no desastre.


8 outubro 2001: o choque entre um avião com 104 passageiros da companhia escandinava SAS com um pequeno avião particular na pista do aeroporto de Linate, em Milão (Itália), mata 118 pessoas.


1º julho 2002: um Boeing 757 de carga da empresa DHL e um Tupolev de passageiros da companhia Bashkirian se chocam no sul da Alemanha, matando 71 pessoas, 52 delas estudantes.


6 novembro 2002: vinte pessoas morrem quando um Fokker 50 da Luxair tenta aterrissar em meio a um denso nevoeiro em Luxemburgo, em voo que saiu de Berlim.


8 janeiro 2003: um avião RJ100 da Turkish Airlines se acidenta na aterrissagem após um voo entre Istambul e Diyarbakir, também na Turquia. De seus 80 ocupantes, 75 morrem.


6 de agosto de 2005: treze pessoas morrem, três desaparecem e 23 são resgatadas com vida na queda de um aparelho ATR72 da companhia tunisiana Tuninter em águas da Sicília (Itália).


14 agosto 2005: os 121 ocupantes de um Boeing 373 das linhas aéreas cipriotas Helios Airways morrem depois de o aparelho cair em Gramatiko, ao nordeste de Atenas, três horas após decolar do Chipre.


19 janeiro 2006: a queda de um aparelho Antonov An-24 mata 42 soldados eslovacos no nordeste da Hungria. Os militares retornavam de uma missão da Otan no Kosovo.


30 novembro 2007: um acidente durante a aterrissagem de um avião tipo MD83 da companhia AtlasJet mata 57 pessoas em Isparta, no centro da Turquia.


23 janeiro 2008: vinte militares poloneses morrem na queda de um avião de transporte que tentava aterrissar na cidade de Miroslawiec (oeste da Polônia).


23 julho 2008: quatro pessoas morrem na queda de um pequeno avião de turismo entre as localidades de Munster e Geschinen, na Suíça.


17 agosto 2008: dois pequenos aviões se chocam no centro da Inglaterra, matando cinco pessoas.


20 agosto 2008: a queda de um avião MD-82 da Spanair no aeroporto de Barajas (Madri) mata 154 pessoas e deixa 18 feridos.


25 fevereiro 2009: um Boeing 737 da companhia Turkish Airlines cai nas cercanias do aeroporto internacional de Schiphol, na Holanda. Dos 135 passageiros, nove morrem e 50 ficam feridos.

25 de fev de 2009

FSX PMDG MD-11




Perfeito!
Só isso a dizer.

Texturas

DOWNLOAD

UPDATE

Avião turco cai em Amsterdã com 134 pessoas a bordo

Aeronave se partiu em três durante choque na aterrissagem


Um avião da companhia Turkish Airlines com 134 a bordo caiu ao tentar aterrissar no aeroporto internacional de Schiphol, o mais importante da Holanda. Segundo informações do ministro turco de Transportes, Binali Yildirim, e da empresa, todos sobreviveram, embora a imprensa afirme que cinco pessoas morreram e outras 20 foram feridas. A aeronave, que teria se partido em três após o choque na pista, Trata-se de um Boeing 737 que seguia de Istambul, na Turquia, para Amsterdã, na Holanda.

O aeroporto fica a cerca de 20 quilômetros de Amsterdã e a aeronave teria caído por volta das 6h30 (hora de Brasília) em um terreno próximo da pista de pouso, perdendo um motor, uma asa e a cauda, a cerca de 100 metros de uma estrada. Imagens de TV não mostram vestígios de incêndio após a colisão.

"Estamos no meio de um campo agora, a aproximadamente 5 a 6 quilômetros do aeroporto", afirmou o sobrevivente Mustafa Bahcecioglu ao Canal 24. "A maioria dos passageiros está ferida, mas há pessoas que não estão. Cerca de 30 ambulâncias estão no local", afirmou. O sobrevivente Huseyin Sumer disse por telefone para a CNN turca que o avião se partiu em três e que podem ter vítimas na parte da frente da aeronave.

O presidente da Turkish Airlines, Candan Karlitekin, disse que o aparelho teve que aterrissar apenas 500 metros antes do aeroporto de Schiphol e que se partiu em três partes. Acrescentou que a bordo do Boeing viajavam 127 passageiros e 7 membros da tripulação, dos quais cerca de 20 ficaram feridos, mas que não houve vítimas fatais.

O diretor-geral da companhia, Temel Kotil, afirmou que "do ponto de vista técnico, não podemos dizer que tenha caído. Foi uma aterrissagem forçada e o piloto manobrou muito habilmente... Estamos felizes de dizer que ninguém morreu no acidente. O piloto Hassan Tahsin Ari tem muita experiência".

O tráfego aéreo no aeroporto internacional de Schiphol permanece temporariamente suspenso em consequência do acidente. As imagens de televisão mostram ambulâncias e macas junto aos destroços do aparelho. As autoridades fecharam uma estrada que fica perto do lugar do acidente, ao norte do aeroporto. O Schiphol é o quinto maior aeroporto da Europa.



24 de fev de 2009

Anac autoriza novos voos da TAM para Chile e Uruguai





A TAM passará a oferecer no início de março mais um voo diário entre Brasil e Chile. A nova frequência será operada pela Lan Airlines entre Santiago do Chile e o Rio de Janeiro (aeroporto Antonio Carlos Jobim/Galeão). A operação foi aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) na semana passada.



A Anac concedeu ainda mais sete frequências semanais entre o Brasil e o Chile para a TAM. "Com esta decisão, a TAM - que já opera voos diários para o Chile utilizando o B777-300 de 365 assentos - terá oportunidade de oferecer mais sete serviços semanais, ampliando o número de opções aos usuários", afirma o vice-presidente comercial e planejamento da TAM, Paulo Castello Branco.


Outra decisão tomada pela agência foi a autorização para a TAM operar 14 frequências semanais para voos regulares mistos de longo curso entre o Brasil e o Uruguai. A TAM já voa diariamente para Montevidéu desde 2007. Castello Branco afirma que as novas frequências autorizadas permitirão o início de um segundo serviço diário para a capital uruguaia.


"Vale destacar que estas 14 novas frequências são de longo curso, o que possibilitará à TAM comercializar no mercado uruguaio passagens para Estados Unidos e Europa passando pelo Brasil", destaca o executivo. A implementação destas novas frequências se dará em seis meses.


A agência aprovou também que a Lan Peru ofereça assentos nos voos operados pela TAM diariamente entre São Paulo e Lima, capital peruana. "Esta nova fase da parceria entre TAM e Lan facilita também à empresa peruana oferecer mais destinos dentro do Brasil, em voos operados pela TAM: a partir de São Paulo voando para Brasília, Recife, Fortaleza, Natal e Maceió", diz o executivo.

22 de fev de 2009

BRA deve voltar a voar depois do Carnaval




A BRA deve voltar a voar após o Carnaval. A empresa, que está em recuperação judicial e não voa desde novembro de 2007, foi aprovada hoje no voo de certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A empresa estava com o Certificado de Homologação de Transporte Aéreo (Cheta) suspenso e, com a aprovação no voo de certificação, essa suspensão deve ser revogada nos próximos dias. O plano da companhia, porém, prevê a retomada das operações apenas com voos de fretamento. A empresa não tem planos de competir no mercado de voos regulares.
Quando entrou com pedido de recuperação judicial em dezembro de 2007, a BRA tinha uma dívida de R$ 220 milhões, a maior parte com instituições financeiras. Ao aprovar o plano de recuperação, em setembro do ano passado, os credores concordaram com descontos de 50%a 70% na dívida.

20 de fev de 2009

Turbulência em voo de Boeing 747 deixa 47 feridos




Uma forte turbulência deixou pelo menos 45 passageiros de um Boeing 747 feridos pouco antes de o avião pousar em Tóquio, por volta do meio-dia (horário local, 01h00 em Brasília) desta sexta-feira.

O voo da empresa americana Northwest Airlines levava 408 passageiros e 14 tripulantes, e vinha de Manila, nas Filipinas.

O piloto aguardava permissão para pousar no Aeroporto Internacional de Narita, no subúrbio de Tóquio, quando o avião foi atingido pela turbulência.

Segundo Masashi Takahashi, assessor da companhia aérea, "o avião desceu de repente, fazendo com que os passageiros que estavam sem o cinto de segurança fossem lançados de suas cadeiras", contou.

Takahashi disse ainda que todos os feridos eram passageiros. "Durante o voo, recebemos uma mensagem do piloto dizendo que duas ou três pessoas tinham se machucado. Mas (o piloto) provavelmente avaliou que um pouso de emergência não era necessário", falou o assessor.

Cinto de segurança

Segundo a Northwest Airlines, as luzes de aviso para usar o cinto de segurança estavam acesas quando o avião foi atingido pela turbulência.

"É possível que as pessoas que sofreram ferimentos não estavam presas ao cinto de segurança, pois senão todos os 422 passageiros teriam se machucado também", comentou o porta-voz.

A TV japonesa mostrou os passageiros saindo do avião segurando as cabeças ou o pescoço. Um deles foi retirado numa cadeira de rodas e outro na maca.

Funcionários do aeroporto chegaram a dizer, logo após a aterrissagem do avião, que pelo menos duas pessoas estariam em estado grave. Mas após um exame médico, foi constatado que elas estavam em melhores condições do que se imaginava.

Kenichi Fujii, do departamento de bombeiros, disse à imprensa japonesa que nenhum dos feridos corre risco de morte.

Uma americana, de 55 anos, que estava no avião, contou à imprensa que ouviu gritos quando o avião desceu rapidamente e depois subiu bruscamente.

Segundo ela, as pessoas que não estavam com o cinto de segurança foram jogadas violentamente contra o teto do avião.

"Fiquei muito assustada e pensei que fosse morrer, pois meu corpo foi arremessado ao ar", contou outra passageira à emissora de tevê TBS.

19 de fev de 2009

Aproximação Visual teresina A320

Brasileira Embraer demite 4 mil; 20% de sua força de trabalho




A fabricante brasileira de aeronaves Embraer informou nesta quinta-feira (19/02) que, em consequencia da crise financeira internacional, vai demitir mais de 4 mil funcionários e revisou para baixo as previsões de produção e imvestimentos para 2009.

"Como decorrência da crise sem precedentes que afeta a economia global, em particular o setor de transporte aéreo, tornou-se inevitável efetivar uma revisão de sua base de custos e de seu efetivo de pessoal, adequando-os à nova realidade de demanda por aeronaves comerciais e executivas", afirmou a empresa.

As demissões vão atingir cerca de 20% do efetivo de 21.362 empregados da empresa e se concentram na mão-de-obra operacional, administrativa e lideranças, incluindo a eliminação de um nível hierárquico de sua estrutura gerencial. A empresa informou que a mão-de-obra de engenharia mantém-se nos programas de desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, que prosseguem inalterados.

A empresa também informou que reviu suas estimativas para 2009. A Empresa estima entregar 242 aeronaves no período, com uma receita prevista de US$ 5,5 bilhões. Por conta da redução da estimativa de receita, a empresa revisou sua previsão de investimentos para US$ 350 milhões neste ano.

Mercado externo
A empresa informou que, apesar de ser sediada no Brasil, a empresa depende fundamentalmente do mercado externo e do desempenho da economia global e que mais de 90% de suas receitas são provenientes de exportações, pouco se beneficiando, portanto, da resiliência que o mercado doméstico brasileiro vem demonstrando.

"A Embraer expressa seu profundo respeito às pessoas que ora deixam suas posições na empresa. Respeito pelo trabalho que desenvolveram, pelo tempo de convívio profissional e pessoal, pelo momento difícil que atravessam", informou a empresa.

Anac cobrará de pilotos proficiência em inglês




A partir de 5 de março deste ano, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) exigirá que os pilotos brasileiros comprovem em sua habilitação a proficiência em inglês. Segundo a agência, o nível mínimo requerido será o operacional. Caso a medida, determinada pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), não seja atendida, o profissional será impedido de viajar para o exterior.
A Anac explicou que os pilotos terão de passar pelo teste Santos Dumont English Assessment, composto de duas fases. Em ambas, há questões sobre aviação civil e as comunicações radiotelefônicas entre pilotos de aeronaves, controladores de tráfego aéreo e operadores de estações aeronáuticas. São avaliadas a pronúncia, estrutura gramatical, vocabulário, fluência, compreensão e interação.

De acordo com a Anac, todos os pilotos que atingirem o nível operacional deverão fazer o teste novamente após três anos. Para os aprovados no nível avançado, o prazo será de seis anos. Quem for considerado expert será dispensado de novos testes. O nível será escrito no certificado de habilitação do piloto. Hoje, 4.137 pilotos já são habilitados no nível operacional ou superior.

GOL fecha acordo com American Airlines




A Gol Linhas Aéreas fechou um acordo com a American Airlines, que permitirá aos passageiros da empresa americana adquirir bilhetes para qualquer um dos 59 destinos operados pela Gol no Brasil e na América do Sul.
De acordo com a companhia brasileira, a integração das malhas possibilita o aumento do tráfego de passageiros e da ocupação nos voos, além de gerar receitas por meio das vendas realizadas pela companhia aérea parceira.

A Gol ressalta também que a American Airlines é a companhia aérea com a maior oferta de assentos entre os dois países, oferecendo, atualmente, 69 frequências semanais entre três destinos nos EUA (Miami, Dallas e Nova York), e cinco brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife).

De acordo com dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), mais de 2,6 milhões de passageiros embarcaram entre os Estados Unidos e o Brasil em 2007.

17 de fev de 2009

PP-GYM





Já tem um Zarapa aqui no site pra baixar mas esse é nosso Mike do aeroclube!

ZARAPA A122-B

TAP A310 rasante Portugal Airshow

16 de fev de 2009

Mooney carenado




download

Ventos fortes na Espanha

ESTOL E 360º em Luziânia

4 de fev de 2009

Pacote carenado FSX







Aeronaves muito bem feitas...